sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

#133 - Sr. Mancini

(fonte: weheartit)
Esse clima de final de ano deixa todo mundo bicha. Eu não gosto muito de ser bicha e chorona, mas eu tenho que demonstrar o quanto eu estou feliz e, sei lá, agradecida por ter pessoas maravilhosas na minha vida. Eu poderia falar de muitas pessoas, mas agora eu só quero falar de uma: do meu namorado.

São meio que três anos que a gente se conhece e quase dois que a gente está enrolado. Bem, não sei se posso dizer que foram os meus melhores tempos, porque eu ainda terei alguns tempos mais, mas foram completamente incríveis. Eu quero muito que ele saiba o quanto foi e é importante na minha vida.

Sabe, ele sempre estava lá me ajudando nos meus PT e me apoiando e fazendo com que eu não matasse as pessoas cretinas que faziam cretinices a minha volta. E me mandando não ser estressada, ou paranoica, ou chata e muitas outras coisas idiotas que eu faço.

Esquecendo todo o restante do planeta, o meu ano foi ótimo com ele. Todas as coisas novas e as brigas idiotas que fizeram com que a gente se aproximasse mais. Ele sabe que eu nunca quis brigar.

Ele é a pessoa mais engraçada que eu conheço. Eu simplesmente não consigo ficar perto dele e não rir. Sempre me zoa, fica me chamando de preta e me compara com coisas pretas, enche o saco porque eu sou de Diadema e começa a rir. Ele come palhacitos no café da manhã, fuma dorgas e diz que é um ovo... Boa.

Eu sei que devo muuuita coisa a ele e a maior parte da minha felicidade. Foram muitos sorrisos arrancados, junto com todos os abraços, todas as mordidas e narigadas e TOMY's HSAUSAHUSA ÉCA.

Eu te amo, Sr. Mancini.

0 comentários: