sábado, 9 de julho de 2011

#110 - Y voy


Queria conseguir compreender o que está aqui. Tarefa nada fácil. Não é algo de ontem ou de uma semana atrás, como já havia dito, está aqui desde quando eu posso recordar.

Poucas vezes as coisas estiveram em harmonia. Muito menos estiveram tudo bem. Quantos "está tudo bem" já saíram desses lábios arroxeados em momentos que absolutamente nada estava bem? São incontáveis. Acho que ainda estou esperando alguém que olhe nos olhos, alguém que abrace e diga que sabe que não está tudo bem. Talvez seja isso, a falta de coisinhas assim. Implorando para que cuidem de mim...

Por que eu sinto que tudo sai dos eixos quando estou por perto? Está como antes e eu não possuo esse poder de enxergar? Alguém pode, por obséquio, ajudar essa garota perdida? Há algo de errado comigo?

Não quero manter esse sentimento de isolamento, não sei. É como uma bexiga guardada cheia por alguns dias, murcha e sem ânimo. Para onde estão indo aqueles sorrisos? Onde foram parar as risadas? E as brincadeiras bobas no início da tarde? Aquele olho no olho incrível sumiu? Por que isso? Não é o tempo, é a pessoa. A minha pessoa ou a nossa pessoa.

Muito ou pouco, não consigo falar mais nada disso por muito tempo. Esforço-me para desacreditar nessas coisas. Menina boba. Quero ajudar a todo mundo, para não ter que ajudar a mim. Refletir sobre si próprio é sempre mais difícil. Principalmente quando não se encontra em si.

8 comentários:

Alana Araújo disse...

Todos têm um pouco do escudo do "tudo bem". Acabamos respondendo sem nem mesmo pensar. Fomos criados para sermos convenientes e não para falar o que sentimos. Já disse isso e repito: você escreve muito bem.

http://semintencoes.blogspot.com/

Sam Rubio disse...

Momentos passageiros, minha amiga. Essas situações só servem pra nos deixar tristes. Te entendo pessoinha perdida, precisando, sabe que estou aqui.

Com muito afeto.

ornela jacobino disse...

gi, antigamente eu tinha blogs MARAVILHOSOS porque eu mesma fazia meus layouts e meus códigos, mas o blogger evoluiu e eu não, agora não consigo mais mexer!
como você fez pra deixar seu layout assim?

Lara Oliveira. disse...

É impossível não notar como seus layouts são lindos, sério. E lendo esse teu texto, vejo que não é só o layout que é bonito, hahhaah. Ótimo texto! Com um pouco de tempo, força de vontade, e amor, tu sai dessa. Beijos!

AquilesMarchel disse...

Não quero manter esse sentimento de isolamento, não sei. É como uma bexiga guardada cheia por alguns dias, murcha e sem ânimo


falando de mim?
gostei muitooo

Juliane Bastos disse...

Ah que lindo seu blog. Voltarei com mais tempo viu. obrigada por seguir, seguindo tbm.

BEIJOOOS

Jeff Bolton disse...

Que boum que gosta do For You, espero contar sempre com vooc. GRATO

http://www.2for-you.com

Kevin Campos Correia disse...

Gostei, vdd sempre é mais difícil vermos o que anda errado e como solucionar problemas na nossa vida,as vezes parece muito mais fácil aconselhaar e flar pra alguém: vc não vê, vc só tem q fazer isso... vida é complicada mas no final tudo da certo, afinal tem q dar....... kkkk