sábado, 5 de março de 2011

#79 - Até onde vai a liberdade

Todo cidadão tem, teoricamente, o direito à liberdade. A justiça e declarações de grandes organizações supõem isso, mas infelizmente não é o que ocorre. A suposta liberdade tem suas limitações e com grande parte dessas limitações é observado o controle.

Atualmente, as pessoas se submetem, demasiadamente, às imposições alheias com o intuito de se sobressaírem sobre as outras (ato que é observado de maneira clara no mercado de trabalho), isso, porém, acaba por estagnar suas mentes em frente ao que passa por limitações e elas começam a ceder além do necessário e já não se dão mais conta disso. Acabam sendo controladas e movidas pelo que a sociedade e os poderosos apresentam.

No decorrer do tempo, o limite imposto por outros já não é mais notado pelo indivíduo e ele mesmo começa a se limitar, achar-se diferente por não seguir o padrão. E aqueles que seguem e cedem aos padrões se julgam superiores e mais bem preparados.

De modo geral, não é errado seguir um padrão ou não seguir. O errado é ceder demais e limitar-se para segui-lo. O que pode haver com o futuro se as mentes são manipuladas? A originalidade e inovação, talvez, sumiria.


(Redação sugerida pela professora Tânia, tema da FUVEST, 2005)

2 comentários:

Marcelo Jr. disse...

Eu apoio 100% a liberdade, incluindo, pessoal, expressão ou em qualquer outra situação na vida, um exemplo é a liberdade de expressão que é tão falada e debatida entre os dias pós ditadura: Eu acho que devem sim ter liberdades de expressões, só não podem confundir com falta de senso ou loucura jornalistica, por exemplo: jornais que mentem ou aumentam algum artigo. Belo post, me fez pensar !!!

Sabrina Torres disse...

Sua redação ficou tão legal. Me fez pensar '-'

Eu gostei de fazer a redação da Tânia, ela pegou um tema interessante.

Somos manipulados noite e dia sem perceber.

"De modo geral, não é errado seguir um padrão ou não seguir. O errado é ceder demais e limitar-se para segui-lo." O fato de você se identificar com algo não exige necessáriamente que você o siga, pois cada um deve ter seu pensamento e sua atitude. Basear-se na atitude de outros é inevitavel, construir sua própria opinião é um desafio.

Bjinhos ;*