domingo, 6 de fevereiro de 2011

#73 - adeus férias, adeus ócio

É incrível como as coisas sempre se deslaçam no que as pessoas creem que é o correto. Isso nos limita muito. Às vezes não ajo como queria por receio do mundo, das pessoas. Quanto mais falamos que a opinião alheia não nos afeta, mais vemos que isso é mentira. A maior prova disso é a vergonha que sentimos.

Eu sempre fui do contra. Desde que eu me lembre. Quando diziam que rosa era cor de menina e azul cor de menino. Quando falavam que meninas andam com meninas e meninos com meninos. Quando citavam que meninas brincam de boneca e meninos de carrinho. Por que tenho que gostar do rosa, se o azul sempre me atraiu? Por que eu devo ter amizades apenas com meninas se meninos sempre me fizeram rir? Isso não tem sentido, mas até hoje é assim.


É bom ou ruim quando as coisas mudam? Depende muito do que muda e de quem muda. Comprar materiais escolares já foi mais emocionante, hoje isso não é mais tão mágico. Mas eu ainda amo batatas fritas e adoro Fanta Uva. Continuo odiando café, exceto se forem balinhas. Sinto falta das brincadeiras antigas, e sinto medo de perder o essa necessidade de brincar. Ainda gosto de fazer amizades e a minha desenvoltura em fazê-las se tornou mais fácil. Aprendi a falar em público, mesmo ainda tendo medo de falar asneiras. Eu mudei, mas ainda guardo o que foi bom e ainda lembro o que foi ruim.


Não gosto de sentir falta, acho que é por isso que eu tenho tanta necessidade de pessoas por perto. Muitas pessoas conseguem me fazer sorrir, mas muito poucas conseguem me fazer feliz. Não gosto também de ouvir sermões, eles sempre tentam me deixar para baixo. Estou me convencendo que eu sou uma pessoa ruim. Eu não queria ser uma pessoa ruim, mas eu ainda prefiro ser uma pessoa ruim e não ter que forçar sentimentos. Ninguém pode me forçar a sentir algo que não seja físico. Odeio pessoas que forçam sentimentos. Eu só acho que devo respeitar, não gostar e me preocupar.


As minhas aulas começam amanhã, ainda bem. Quero sumir um pouco de tudo isso. Preciso dessa desculpa para não ter ouvir o que eu não quero. Tenho que ocupar minha mente com algo útil. Sair desse maldito ócio que é talvez causado por mim mesma. Amanhã começa o meu primeiro dia, o meu último ano na melhor escola do mundo. Ainda tenho que arrumar o material, a mochila, a roupa, o cabelo. Enfim, adeus férias, adeus ócio.

4 comentários:

Rodrigo disse...

Sim!
Tudo sempre muda, sempre vai mudar, principalmente nós mesmos. Mas cabe a nós mesmo decidir para o que vamos mudar, se vai ser para melhor ou para pior !
E não sinta falta ! Lembra que sempre vai ter alguém com você para ouvir você, para conversar com você!
x)

PS: 1º aula com o cardoso \o #animado -n

Dé Mattos disse...

É verdade, eu tento fazer com que a opinião dos outros não me influencia, maaaas.. SEMPRE acaba influenciando.
Adoro a forma como tu escreve, e já separei um pedacinho que deve ir pro meu blog, com os devidos créditos!
Bom recomeço!
beijo

*Jéssica Marques* disse...

amei seu blog!to te seguindo!
se quiser segue também oh:
jessicaamarques.blogspot.com
bjbj

*Jéssica Marques* disse...

Seja muito bem vinda por aqui!
bjbj