terça-feira, 11 de janeiro de 2011

#66 - Eu quero mais

O que a gente faz quando está cansada das coisas? Não quero fazer nada, tudo está tão chato. E ainda assim as pessoas tendem a me irritar e me deixar pior do que antes.

Queria mais, mas é difícil quando não sabemos exatamente o que queremos. Eu apenas quero. Quero mais, quero muito mais. Sair desse ócio. Quero que o terceiro comece logo, mesmo sabendo que vai ser o ano mais corrido da minha vida escolar. Quero aqueles amigos de escola, aquelas pessoas que me fazem bem.

Eu quero uma distração a mais, quero amigos novos. Quem sabe? Eu estou com vontade de aprender, só para tirar a minha mente do vazio e da chatice que se encontra. Quero minha mente na ativa, raciocinando e correndo. Quero sono e quero estar cansada por algo útil, qualquer coisa mais útil do que estar aqui com pessoas estressadas, birrentas.

Eu tenho tanto para falar, mas não tenho ninguém, além de mim, para ouvir e sorrir. E as pessoas ainda reclamam se eu me isolo... Mas não é isolamento, eu estou me encontrando onde ninguém sabe, eu estou com a música e meus pensamentos. Isso me basta. Qual é a vantagem de estar com pessoas que não sabem ouvir, ou calar. É até engraçado quando param por um segundo e escutam uma opinião aleatória, me acham um gênio. Não sou um gênio, isso está ao seu redor, ponto para ser absorvido... Mas você não se cala.

Afinal, não preciso de nada que me deixe pior. Não quero o barulho do mundo, não quero o barulho da voz,  o da minha mente já me enlouquece.

0 comentários: